Único padre surdo do Brasil concelebra missa de 1ª Comunhão no Santuário do Rocio

Atualizado: 30 de out.




Com imensa alegria o Santuário Estadual de Nossa Senhora do Rocio recebeu na amanhã do último domingo (23) o padre Wilson Czaia, pároco da igreja Nossa Senhora da Ternura, da Arquidiocese de Curitiba, que concelebrou, junto com padre Dirson Gonçalves, a missa da Primeira Eucarística de 16 crianças e adolescentes. Czaia é o único sacerdote surdo do Brasil e preside as celebrações na Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS).


A presença do pároco da igreja Nossa Senhora da Ternura no Santuário do Rocio reforça o compromisso dos catequistas com a inclusão de crianças, jovens e adultos com deficiência e que precisam de atendimento especializando. Pela primeira vez no santuário, dois adolescentes surdos, Jhoan e Sneider, concluíram a catequese e receberam a Hóstia Santa com o apoio de intérpretes que integram a Pastoral dos Surdos.



Jhoan e Sneider são gêmeos e junto com a 1ª comunhão completaram 13 anos neste domingo (23)

"O mais importante é a questão da missão. Nós precisamos aceitar a missão que Deus nos confiou, estarmos sempre presente na missa, virmos ao santuário e hoje foi um momento muito lindo junto com os gêmeos surdos, foi a Primeira Comunhão e o aniversário deles. Foi espetacular ver Jesus entrando no coração deles. Eu agradeço a Deus por essa inclusão, por essa ser uma igreja inclusiva. É muito importante a Igreja Católica ser inclusiva, ter acessibilidade não só com surdos, mas com deficientes em geral para que nossos irmãos possam conhecer a palavra do Senhor", disse o padre Wilson.

De acordo com a catequista Andreza Cruz, o Santuário do Rocio atende diversas crianças com necessidades especiais e que precisam de um atendimento diferenciado. "Nós tivemos a grata oportunidade de atender dois surdos esse ano, mas atendemos outras crianças com deficiências e cada catequista vai se dedicando e se preparando conforme a realidade que Deus coloca em nosso caminho".


Tornar o Santuário do Rocio um espaço inclusivo é a missão de todos os membros das pastorais. É um trabalho que vem sendo desenvolvido há anos por toda a comunidade e que busca tornar a igreja um espaço de acolhimento, onde as pessoas possam estar confortáveis diante de suas dificuldades.

"Falar de inclusão é falar de mais um mandamento da igreja que é de 'amar ao próximo como a si mesmo'. Temos catequisandos com TDAH, dislexia, autismo, hiperatividade e vamos atendendo mesmo que os laudos não estejam fechados. O professor dos gêmeos quando os recebeu sentiu a necessidade de fazer um curso de libras para dar sequencia nas aulas", disse Flávia Lima, coordenadora da catequese e responsável pela inclusão.

Para o Missionário Redentorista e reitor do santuário, padre Dirson Gonçalves, a Primeira Comunhão foi um momento de muita alegria, principalmente, pela presença do padre Wilson que faz com que a catequese seja aberta para todos.


As inscrições para a catequese de 2023 serão abertas apenas no mês de fevereiro. Crianças, jovens e adultos poderão participar e concluir este que é um dos sacramentos mais importantes da Igreja Católica.


Confira as fotos oficiais:


266 visualizações0 comentário