45 anos da Mãe do Rocio como Padroeira do Paraná

Atualizado: 27 de jul.



No próximo dia 30 de julho, o Santuário do Rocio comemora 45 anos que Nossa Senhora do Rosário do Rocio foi proclamada como Padroeira do Paraná pelo Papa Paulo VI. A devoção à Virgem do Divino Orvalho é considerada uma das mais antigas do Brasil e possui quase 400 anos.


A imagem foi encontrada em uma pesca milagrosa no século XVII, na baía de Paranaguá, logo após a elevação do pelourinho, e desde então diversos milagres são atribuídos a Nossa Senhora do Rocio.

No ano de 1686, uma peste assolou a cidade de Paranaguá e os moradores da região recorreram à Maria Santíssima para que a doença acabasse e assim foram atendidos. Os testemunhos de graças e milagres alcançados se espalharam rapidamente e milhares de pessoas passaram a propagar a devoção.


Diante de tantas bênçãos concedidas, a Virgem do Rocio foi declarada como Padroeira do Paraná pelos bispos do estado e, logo após anos de esforço civil e eclesiástico, em 30 de julho de 1977 o Papa Paulo VI instituiu Nossa Senhora do Rocio como Padroeira do Estado do Paraná para sempre.


Com a nomeação do Vaticano, a igreja dedicada a Nossa Senhora do Rocio se tornou o Santuário Estadual de Nossa Senhora do Rocio que possui 102 anos de edificação e neste mês celebra 45 anos de patronato estadual.





Nesta data especial para a igreja e para todos os devotos, o reitor do Santuário do Rocio, padre Dirson Gonçalves, destacou que os parnanguaras são privilegiados por possuírem esse templo sagrado na cidade com o reconhecimento do Vaticano. “Não existe outro estado no Brasil que tenha um documento assinado pelo papa declarando Nossa Senhora como padroeira, somos privilegiados”, disse.


Confira o artigo do decreto que institui Nossa Senhora como padroeira do Paraná:







25 visualizações0 comentário