O Jubileu da Diocese de Paranaguá será no dia 23, no Mega Rocio



Durante a tarde do próximo sábado, dia 23 de julho, pessoas vindas de Bocaiuva do Sul, Tunas do Paraná, Campina Grande do Sul, Cerro Azul, Doutor Ulysses, Morretes, Antonina, Guaraqueçaba, Guaratuba, Matinhos e Pontal do Paraná, virão a Paranaguá, para reunir-se com os fiéis da cidade e comemorar com apresentações culturais e uma missa em ação de graças, os 60 anos de criação da Diocese de Paranaguá.

Dom Edmar Peron, bispo diocesano, falou um pouco mais sobre o significado e a importância deste evento.




1) Pastoral de Comunicação - Qual o significado bíblico do Jubileu?

Dom Edmar - Os jubileus estão ligados às pessoas, às instituições, às próprias comunidades eclesiais, um exemplo é o jubileu do matrimônio, 10, 25, 50, 60 anos; o jubileu de fundação de um município; o jubileu de uma paróquia. Nós estamos por celebrar o jubileu da criação da diocese de Paranaguá, nos seus 60 anos. O Papa João XXIII desmembrou toda a diocese de Paranaguá, da arquidiocese de Curitiba, criando-a no dia 21 de julho de 1962, e concedendo-lhe por primeiro bispo, Dom Bernardo José Nolker.

Os jubileus têm um fundamento bíblico. O antigo testamento está permeado de muitas indicações sobre o jubileu. Para o povo da bíblia é o momento de renovação das pessoas e das comunidades. A renovação da vida das pessoas, por exemplo, se dava quando quem era escravo deveria ser libertado. A comunidade, a sociedade, as pessoas que tinham perdido as suas terras, podiam recuperá-las. Tudo isso com um significado teológico; as pessoas, a terra, tudo pertence a Deus, e não poderiam pertencer a ninguém, nós somos apenas cuidadores.




2) Pastoral da Comunicação - Sobre o que as comunidades cristãs devem refletir de forma especial nessas comemorações?

Dom Edmar: Ao acender o Círio na noite da Páscoa, nós proclamamos que o tempo - e jubileu é a contagem do tempo - pertence a Jesus Cristo. Melhor dizendo: Ele é o nosso tempo; ele é o Alpha e o Ômega; o começo e o fim de todas as coisas; a Ele o tempo e a eternidade. Nós consagramos o tempo, isto é, o ano solar, como o nosso ano litúrgico, destacando os dias, meses e anos importantes para celebrarmos a nossa salvação já realizada em Jesus Cristo.

Jubileu tem a ver, portanto, com o tempo, com a recordação de uma caminhada feita e a alegria pelo caminho percorrido. Ao celebrarmos os 60 anos da nossa diocese, somos chamados não só a olhar o caminho feito, esta memória do passado é para firmar os passos em relação ao futuro. Junto com o conhecimento da história já conquistada, nos abrimos ao futuro, ao que vem pela frente para ser realizado. Tudo isso deve envolver o coração das pessoas e de todas as comunidades da nossa diocese.




3) Pastoral da Comunicação – Em suas palavras, como podemos definir a principal missão de uma Diocese?

Dom Edmar - Uma diocese é mais que um território. O conselho Vaticano II é bem claro quando diz que ela é uma “Porção do povo de Deus”. Então é gente concreta, confiada aos cuidados pastorais do bispo, tendo por colaboradores imediatos o presbitério, os presbíteros e também os diáconos. Esta porção do povo de Deus, unida ao seu pastor e reunida por ele no Espírito Santo, por meio do Evangelho e da Eucaristia constitui, de verdade, a igreja; aquela igreja de Cristo que é una (única), santa, católica e apostólica.

Esta principal característica da igreja é evangelizar e assim fortalecida internamente, que esteja aberta às realidades do mundo. A viver a experiência da caridade, porque o serviço é anunciar o Evangelho, concretizá-lo pela celebração dos sacramentos e pelo cuidado com os mais necessitados.

Assim é que nós nos compreendemos como Diocese: palavra de Deus, celebração litúrgica, serviço aos irmãos.




4) Pastoral da Comunicação – O aniversário é dia 21 de julho, como foi organizada a celebração deste jubileu, considerando as várias dificuldades desde que foram iniciadas as preparações há 3 anos?

Foram idas e vindas e mudanças de planos neste período. Ficaram então programadas duas formas para a celebração. A local, feita em cada paróquia e cada cidade, no dia 21 de julho, onde os participantes daquela comunidade se reúnem para a oração e agradecimento. Já no dia 23 de julho será a reunião de todos que puderem vir à Paranaguá, sede da diocese. Juntos vamos comemoras e ver diversas apresentações culturais mostrando características de cada local, pois o território da diocese vai da Serra ao litoral com suas ilhas. Às 17 horas, teremos a missa de ação de graças onde juntos estaremos em oração agradecendo o caminho percorrido e pedindo a orientação do Espírito Santo para os próximos passos. Todos são convidados a estar conosco nestes momentos.

Serviço:


Jubileu 60 anos da Diocese de Paranaguá

Data: 23/07/2022

Local: Mega Rocio – Anexo ao Santuário Estadual de NSra do Rocio

Endereço: Praça Thomas Sheehan – Bairro do Rocio, Paranaguá

Programação: A partir das 14:30 – Recepção das Caravanas

Das 15 às 16:40 – Apresentações culturais

Às 17 horas – Missa Em Ação de Graças

(Transmissão pelo facebook.com/diocesedeparanagua)

3 visualizações0 comentário